12/05/2023 às 14h17min - Atualizada em 12/05/2023 às 14h17min

Homem morto espancado foi expulso da PM acusado de integrar grupo de extermínio

Osil Vicente Guedes era soldado da Polícia Militar até 2010

Redação
Foto: Reprodução
O homem de 49 anos que morreu espancado na cidade de Guarujá (SP) foi expulso da Polícia Militar de Pernambuco (PM-PE) em 2010. A expulsão de Osil Vicente Guedes aconteceu dois anos após ser preso por suspeita de integrar um grupo de extermínio, segundo o governo do estado.

Osil morava em São Paulo e se apresentava como dono de uma empresa chamada Casa de Reciclagem. Ele foi espancado em 3 de maio e morreu no hospital quatro dias depois (entenda mais abaixo), deixando um filho de 9 anos.

Nesta sexta-feira (12), a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS) informou, ao g1, que:

Em 2008, Osil Vicente Guedes era soldado na Companhia Independente de Policiamento com Motos (Cipmoto);

Ele "deixou de integrar a Polícia Militar em 2010, quando recebeu a pena de licenciamento ex-officio a bem da disciplina";

O ex-policial militar foi preso em setembro de 2008, pela Polícia Civil, na Operação Guararapes por suspeita de participar de grupo de extermínio que cometia homicídios em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife;

Osil recebeu "a penalidade que é aplicada, na PMPE, a praças sem estabilidade assegurada, ou seja, com menos de dez anos na corporação";

A decisão foi tomada após um processo administrativo disciplinar ter concluído "que o militar praticou transgressões que afetaram a honra pessoal, o sentimento do dever", o pudor militar e o decoro da classe".


Fonte: G1
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://maiscampos.com.br/.