06/07/2023 às 14h56min - Atualizada em 06/07/2023 às 14h56min

Região Norte do estado registra aumento na apreensão de drogas

Outros índices também apresentaram resultados positivos

Redação
Foto: Mais Campos
Os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) revelam a queda nos índices de diversos tipos de crime no estado do Rio de Janeiro. O levantamento levou em consideração os cinco primeiros meses do ano, em comparação com o mesmo período do ano passado.
 
- Nosso governo já investiu mais de R$ 1 bilhão nas forças de segurança. Os resultados que estamos obtendo são fruto desse aporte financeiro e do trabalho integrado e incessante das polícias Civil e Militar. Nosso principal objetivo é que os moradores do nosso estado se sintam cada vez mais seguros e que o Rio de Janeiro retome o espaço de destaque que sempre ocupou para continuar atraindo cada vez mais investidores - avalia o governador Cláudio Castro.
 
No Norte Fluminense houve aumento de 18,1% em apreensão de drogas (1.180 em 2022, 1.393 em 2023). Se comparado apenas o mês de maio, esse salto é ainda maior, de 84,1% (189 em maio de 2022, 348 em 2023). Na Região Noroeste Fluminense, as apreensões subiram 15,7% (778 em 2022, 900 em 2023).
 
- O roubo de rua é um dos crimes que mais impactam na sensação de segurança da população, então essa redução é muito importante e significativa. As polícias civil e militar e seus esforços contínuos são os grandes responsáveis por esses resultados – afirma Marcela Ortiz, diretora-presidente do ISP.

Outros indicadores:
 
Região Noroeste Fluminense (janeiro a maio 2022 x janeiro a maio 2023)
Letalidade violenta queda de 3 vítimas (28 em 2022, 25 em 2023).
Roubo de carga a região não registra roubo de carga desde janeiro de 2022.
Auto de prisão em flagrante aumento de 5,3% (399 em 2022, 420 em 2023).
 
Região Norte Fluminense (janeiro a maio 2022 x janeiro a maio 2023)
 
Roubo de veículo queda de 3,9% (102 em 2022, 98 em 2023).
Auto de prisão em flagrante aumento de 28,3% (1.092 em 2022, 1.401 em 2023). Na comparação mensal, o aumento foi de 60,5% (228 em maio de 2022, 366 em 2023). O mês de maio registrou o maior número de prisões em flagrante desde o início da série histórica (janeiro de 2006).
Recuperação de veículos aumento de 13,6% (125 em 2022, 142 em 2023).
 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://maiscampos.com.br/.