11/07/2023 às 15h53min - Atualizada em 11/07/2023 às 15h53min

Governo federal busca R$ 250 milhões para colocar câmeras em uniformes de policiais federais

Em maio, a PRF iniciou o projeto para uso das câmeras nos uniformes e a iniciativa será ampliada para as outras forças federais

Redação
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O Ministério da Justiça e Segurança Pública quer colocar câmeras nos uniformes de todas as forças de segurança sob responsabilidade da União, como a Polícia Federal (PF), a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a Força Nacional e a Polícia Penal. A pasta pediu financiamento ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para colocar a iniciativa em prática. Além da medida, o governo finaliza um projeto para auxiliar Estados na implementação do equipamento.

Um dos eixos da Carta Consulta enviada ao BID pelo ministério prevê a implementação integral do Projeto Estratégico Bodycam. A meta comunicada pela pasta ao banco é de que “100% das forças policiais federais” utilizem o equipamento nas fardas. A pasta quer instituir uma Política Nacional de Uso da Força para reduzir a letalidade dos agentes de segurança. O órgão pretende criar ainda um protocolo nacional para orientar o uso da força e um plano de treinamento sobre o tema.

O pedido de recursos para ampliação das câmeras nas forças federais está inserido no âmbito de uma negociação por R$ 250 milhões de financiamento do BID para ações voltadas para segurança pública. A reportagem perguntou ao ministério qual seria o valor específico para a implementação das câmeras, mas a pasta respondeu apenas que os recursos “ainda estão em negociação interna” e que “os financiamentos serão liberados conforme a necessidade da segurança pública”.

Em maio, a PRF iniciou o projeto para uso das câmeras nos uniformes e a iniciativa será ampliada para as outras forças federais. No ano passado, imagens de policiais asfixiando Genivaldo de Jesus Santos dentro de uma viatura da corporação chocaram o País. Desde então, as discussões a respeito da necessidade de pôr fim ao uso abusivo da força por parte das polícias ganharam fôlego. A PF tem aproximadamente 14 mil agentes e a PRF, quase 12,8 mil.

Entre as ações que podem ser beneficiadas pelo financiamento, também estão medidas para fortalecer o combate às organizações criminosas. A parceria também prevê reforço ao Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci 2), tanto por meio do fornecimento de equipamentos quanto de apoio à coordenação. Além da verba, a parceria inclui assessoria técnica.


Fonte: Estadão
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://maiscampos.com.br/.