17/07/2023 às 07h18min - Atualizada em 17/07/2023 às 07h18min

Prefeitura mantém aplicação da vacina bivalente e das 1ª, 2ª e 3ª doses monovalentes

A vacinação foi dividida por faixa etária e acontece em 14 postos distribuídos pelo município

Redação
Foto: César Ferreira
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) mantém, nesta segunda-feira (17), a aplicação da dose de reforço da vacina bivalente contra a Covid-19, além das 1ª, 2ª e 3ª doses das vacinas monovalentes. A vacinação foi dividida por faixa etária e acontece em 14 postos.

Para receber a vacina bivalente, as pessoas precisam ter idade acima de 12 anos ou faz parte de um dos grupos prioritários. É necessário ter tomado as duas doses das vacinas monovalentes: Coronavac, Astrazeneca ou Pfizer há pelo menos quatro meses. As pessoas dessa faixa etária que tomaram apenas uma dose da vacina monovalente até agora precisam tomar a segunda dose da primeira versão da vacina para, posteriormente, receberem a bivalente.

Quem vai tomar a 2ª dose da vacina precisa respeitar o intervalo de cada imunizante, que no caso da Astrazeneca o intervalo é de 2 meses ou mais e da Coronavac são 28 dias. Para quem recebeu a Pfizer e tem 18 anos ou mais, o prazo é 30 dias e para os adolescentes de 12 a 17 anos é de 2 meses. Àqueles que receberam a dose única da Janssen, o intervalo também é de 2 meses.
Pessoas acima de 12 anos que desejam iniciar o esquema vacinal, também podem receber a 1ª dose em um dos postos de aplicação da vacina monovalente.

Os menores de 11 anos precisam receber três doses da vacina monovalente. Assim, as crianças de 6 meses a 2 anos são vacinadas com a Pfizer Baby. O esquema vacinal desse público é composto por duas doses iniciais com intervalo de quatro semanas, seguidas por uma terceira após, no mínimo, oito semanas depois da segunda dose.

As crianças de 3 e 4 anos são vacinadas com Coronavac. O intervalo é de 28 dias entre a 1ª e a 2ª dose. Já aquelas de 5 a 11 anos, recebem Pfizer Pediátrica, e o intervalo é de oito semanas entre a 1ª e a 2ª dose. A 3ª dose, que é o reforço de ambos os imunizantes, deve ser administrada quatro meses após a 2ª. É importante lembrar que todas as crianças devem estar acompanhadas de pais ou responsáveis legais.

Para receber a vacina é necessário apresentar documento com foto, CPF, comprovante de residência e caderneta de vacinação, no caso das crianças. Já as gestantes devem levar o cartão pré-natal e a declaração médica. Para receber a 2ª, a 3ª e o reforço com a bivalente se faz necessário apresentar o cartão de vacina contra a Covid-19, que contém as doses recebidas anteriormente, além de documentos pessoais citados acima.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://maiscampos.com.br/.