24/07/2023 às 17h38min - Atualizada em 24/07/2023 às 17h38min

Homem matou casal a tiros por causa de amante

Socorrista também foi assassinado pelo suspeito

Redação
Foto: Reprodução
O homem que matou a tiros um casal e um socorrista no último sábado (22) em São João do Ivaí (PR) teve revelada uma relação fora do casamento meses antes do crime.

Desde então, ele 'nutria ódio' pela família, segundo a delegada Kethilin Iurino, responsável pela investigação do caso.

Três pessoas foram mortas a tiros no último sábado. O socorrista Valdeci Farias de Lima, 52, e o casal Edvane Castilho do Carmo Lomba, 46, e João de Lima Lomba, 47.

A família da esposa do caseiro Rogério Carlos Oliveira, 49, havia revelado que ele tinha uma amante há ao menos um ano. A polícia ainda não sabe quando exatamente isso aconteceu. Após o caso ter vindo à tona, o atirador passou a fazer ameaças, segundo relato de testemunhas à Polícia Civil.

Amante foi agredida. Em setembro de 2022, a amante do atirador registrou ocorrência após ter sido agredida com puxões de cabelo, socos e chutes quando passava em frente à mercearia da família da esposa de Rogério.

Entre os supostos agressores da amante estava Edvane, cunhada de Rogério. Na ocasião, a amante do atirador disse que também foi agredida por outra mulher e pelo sogro de Rogério.

Em depoimento, a mulher disse que as agressões foram motivadas pelo fato de ela estar se relacionando com Rogério. Após relatar o caso, ela foi a um hospital para comprovar as lesões causadas pelas agressões.

Socorrista morto em atendimento. Segundo a Polícia Civil, Valdeci era ex-marido da amante do atirador e estava socorrendo a cunhada de Rogério quando foi baleado.

O atirador foi preso em flagrante por três homicídios qualificados (por motivo fútil e uso de meio que dificultou a defesa das vítimas) no último domingo ao se apresentar na delegacia acompanhado por uma advogada. Mas optou por permanecer em silêncio durante o depoimento à Polícia Civil.

A Polícia Civil solicitou à Justiça a conversão da prisão em flagrante por preventiva.

"O atirador tinha relação com todas as vítimas e nutria um ódio pela família da esposa por conta da revelação de que ele tinha uma amante", disse Kethilin Iurino, delegada responsável pela investigação do caso.


Fonte: Uol
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://maiscampos.com.br/.