10/11/2023 às 13h41min - Atualizada em 10/11/2023 às 13h41min

Depois de 20 anos governo vai oferecer "tratamento" para Champinha

Ele matou um casal de namorados e estuprou a jovem de 16 anos

Redação
Foto: Reprodução

O governo de São Paulo está buscando mover Roberto Aparecido Alves Cardoso, conhecido como Champinha, da Unidade Experimental de Saúde (UES) na Vila Maria, Zona Norte da capital paulista, para o Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico (HCTP) “Dr. Arnaldo Amado Ferreira”, localizado em Taubaté, no interior do estado.

Proposta da Secretaria de Estado da Saúde

A proposta de transferência foi apresentada pela Secretaria de Estado da Saúde em uma reunião ocorrida aproximadamente um mês atrás, conforme relato do jornal Folha de S. Paulo. Contudo, a mudança de local depende de uma decisão judicial, pois a internação de Champinha se baseia em um artigo do Código Civil, não resultando de uma condenação passível de execução penal.

Champinha foi transferido para a UES em 2007, tornando-se o primeiro interno da unidade

A UES não é um hospital psiquiátrico de custódia ou um presídio, mas está subordinada à Secretaria Estadual da Saúde, com agentes de segurança vinculados à Secretaria da Administração Penitenciária de São Paulo, responsáveis pela vigilância e possíveis transferências.

Não é a primeira vez que o HCTP em Taubaté recebe indivíduos notórios no cenário criminal brasileiro. Pedro Rodrigues Filho, o assassino Pedrinho Matador, é um exemplo, embora já tenha falecido. Ele também passou pela Casa de Custódia HCTP em algum momento de sua trajetória criminal.

O envolvimento de Champinha nos crimes de 2003

Champinha foi protagonista no sequestro, tortura e assassinato do casal de estudantes Liana Friedenbach e Felipe Silva Caffé há duas décadas. 

Em outubro de 2003, os jovens foram capturados enquanto acampavam em um sítio abandonado na Grande São Paulo, sem o consentimento dos pais. Champinha, com apenas 16 anos na época, foi apontado como o idealizador do crime e líder do grupo responsável pelos terríveis eventos que resultaram na morte do casal.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://maiscampos.com.br/.